segunda-feira, 10 de novembro de 2014

Turismando em Mainau


Em um fim de semana de calor, aproveitei para conhecer, com uma turma de amigos, a tão falada "Ilha das Flores". A ilha, chamada, Mainau fica na fronteira da Alemanha com a Suíça e a Áustria, no lago de ConstançaSaímos de carro de Zurique e em menos de 2h estávamos na ilha. Mas a ilha também é acessível de barco ou ônibus. 
 
Na chegada a Mainau, há um grande estacionamento, de onde já podíamos avistar a bilheteria e uma lojinha de plantas e sementes locais.

 
Uma ponte dá acesso à ilha, dela pudemos ver a Schwedenkreuz, um crucifixo de bronze com mais de 400 anos. Antigamente, esta cruz ficava na igreja do palácio na ilha até a Guerra dos Trinta Anos, quando foi levada por soldados suecos. Mas dizem que, aparentemente, a cruz era muito pesada para que eles carregassem, então eles a afundaram no lago.

 
A ilha possui vários caminhos, todos bem sinalizados, como o “Rosa Selvagem” e “Arbusto de Rosas”. Obviamente nos perdemos varias vezes, completamente boquiabertos com a beleza do lugar.


Arbustos de animais cobertos de flores são uma atração à parte. Cada um mais lindo que o outro! A cada jardim que avistávamos: pausa pra fotos! 

Pela ilha existem várias estufas, em uma delas estão as orquídeas. Mais de 6000 espécies são cultivadas lá. Outra atração da ilha é o maior borboletário da Alemanha. Lá se encontram mais de 20 espécies diferentes de borboletas, que voam livres entre os visitantes, a rica vegetação natural, pontes, cascatas e lagos. 

Além da estufa de borboletas, há um mini-zoo com vários pequenos animais, e muitos deles podem ser alimentados pelos próprios turistas.


A ilha possui uma enorme diversidade de flores, árvores e plantas distribuídas em 45 hectares. Dentro do parque há também um castelo barroco do século XIII


Ainda de longe pudemos ver o castelo, que surge entre as copas das árvores. Ele pertenceu, durante 500 anos, aos cavaleiros da Ordem Teutônica, desde o século XIII, tendo sido restaurado pelo conde Bernadotte.

Em Mainau ainda existem outras atrações como a igreja do castelo, St. Marien e o jardim de roseiras italiano, criado em 1871 pelo grão-duque Frederico I. Do terraço do jardim de rosas italianas se pode ter um panorama incrível. #ficaadica
De junho a agosto, cerca de 9.000 roseiras de quase 400 tipos diferentes florescem por ali.


A Ilha oferece também restaurantes e lojas, para pausas estratégicas entre shopping e recarga das energias. Almoçamos muito bem por ali (eu pedi uma super salada, pois o calor estava demais!). Enquanto descansávamos no restaurante, aproveitamos para bater um papo, acompanhados de uma boa dose de cerveja e sobremesa de sorvete. 
 


Historia
A ilha era propriedade da abadia de Reichenau no século VIII. Em 1272 ela foi doada para a ordem teutônica de cavaleiros. Em 1806 a ilha foi anexada ao Grão-Ducado de Baden. Em 1857 o Grão-Duque Friedrich I comprou a ilha e a usou como residência de verão de 1857 até sua morte em 1907. O Duque criou um parque com várias plantas tropicais que comprava em suas viagens. Desde 1932 essa propriedade pertence ao conde Lennart Bernadotte (falecido em 2004) e sua fundação particular (desde 1974), onde sua filha, condessa Bettina, comanda tudo. O duque, que tinha parentesco com a família real sueca, tornou a ilha em um navio de flores.

Visitas
A cada ano, a ilha atrai mais de 1,7 milhões de visitantes. A fundação que a mantém usa os lucros do estacionamento e ingresso da ilha não só para financiar os jardins e manter os edifícios históricos, mas também para fins científicos, conservação e proteção do meio ambiente.


Em diversos pontos de Mainau, podíamos ver o dirigível Zeppelin, sobrevoando a ilha.


Funcionamento:

A ilha funciona de 15 de março até 20 de outubro das 10:00 às 19:00. 

Ingressos:
Adultos 17,50 euros; as crianças até 12 anos nao pagam; 
Estudantes maiores de 13 anos: 10,00 euros; 
Tickets para a família, pais e filhos até 15 anos: 36,00 euros. 
Os ingressos também sao vendidos online a fim de se evitar filas na portaria da ilha.


Dedicamos o dia inteiro para o passeio e, debaixo de um sol maravilhoso no verão alemão, devo dizer que ficamos bem cansados. A ilha é grande e aconselho disposiçao e tempo para curtir o passeio com a calma que esse lugar magico merece.  Mais alguém ai ja passou por la? O que achou?

2 comentários:

  1. Que flores lindas... parece ter sido bem legal o passeio =D

    Blog do Sofá

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Foi sim, por la é tudo maravilhoso! Obrigada pela visita!
      Bjos

      Excluir