domingo, 30 de novembro de 2014

Dica gordinha em BH: Floriano

O período de chuva em BH começou e parece não ter hora pra acabar. Ao menos antes de 2015. A única coisa que nos resta então é sair cazamiga para: COMER! :D

Nesse sábado, escolhemos o Floriano, Livraria e Café, no São Bento (bairro da zona sul de Belo Horizonte). A pedida foi: bruschetta de entrada, meia lasanha de berinjela (dividida com amiga) e meio crepe de carne seca, regado a Eisenbahn (cerveja duplo mate). 
Locais que oferecem uma carta de cervejas que vão além de Skol, Brahma e Original,  já ganham infinitos pontos comigo e vi de longe que a geladeira deles era bem interessante nesse quesito. 

Mas além disso, o local também oferece em seu cardápio risotos, massas, peixes e carnes. Os pratos sugeridos pelo chef, incluem duas entradas opcionais: salada ou bruschetta.


Os pratos estavam simplesmente deliciosos, fartos e não demoraram. Mas o atendimento deixou um pouquinho a desejar. Já que o garçom nos deu informações incompletas e confusas sobre o cardápio (quando já havíamos fechado o nosso pedido, ou seja, tarde demais para reconsiderar). 

O ambiente é super agradável e minhas companhias mais ainda! Para uma livraria-café, senti falta de livros, mas parece que isso se deve ao fato de que o local, em breve, mudará de nome e gestão. A música ambiente era ótima, assim como a decoração com os clássicos do cinema estampando as paredes. 

Vai lá:
Av. Cônsul Antônio Cadar, 147 - São Bento Belo Horizonte - MG, 
30360-000, Brasil
+55 31 2526-4180

quinta-feira, 27 de novembro de 2014

Como usar: calça estampada

Elas conseguem deixar qualquer look mais interessante e acompanham situações mais despojadas ou formais. Deixam a produção mais colorida e, combinadas com camisas, blazers e acessorios, são uma das apostas para o verão 2015. 

Florais
Conferem um ar mais romantico à produção e se apresentam em estampas maiores e mais coloridas para o verão.
 

Étnicas
Misturam cores, grafismos e formas geométricas inspiradas em culturas diferentes. O resultado é exótico e super atual.
Animal print
Em diferentes padrões e cores,  o animal print ja não é mais tão fiel às suas formas originais e ganha um colorido todo especial.
Bicolores
Fácil de combinar e de levar ao trabalho, as estampas bicolores garantem seu espaço.

quarta-feira, 26 de novembro de 2014

Ronaldo Fraga no Centro de Referência da Moda em Belo Horizonte

Dia desses estive no Centro de Cultura de Belo Horizonte/Centro de Referência da Moda e conferi a mostra “Moda e Literatura por Ronaldo Fraga”. Vocês já estão cansados de saber que sou fã do estilista mineiro, mas a proposta de ver a moda caminhando junto à literatura me encheu ainda mais os olhos! A exposição é uma pequena retrospectiva de duas de suas famosas coleções em homenagem a grandes nomes da literatura: Drummond e Guimarães Rosa. A visita vale a pena, pois o espaço, além de ser lindo, em um palácio histórico bem no centro de BH, conta com um acervo de obras super interessante sobre moda e cultura em geral, em constante crescimento.






A exposição fica em cartaz até dezembro e pode ser vista gratuitamente às segundas, das 10h às 19h, e de terça a sexta, das 10h às 21h. O CRModa é um espaço da Fundação Municipal de Cultura e fica na Rua da Bahia, 1149 Centro - Belo Horizonte. Informações para o público: (31) 3277-4384

segunda-feira, 24 de novembro de 2014

[Foto que conta história] #1: Basilicata

Estava aqui organizando mais um back up e analisando as fotografias que fiz ao longo desses anos. Fotografo incessantemente desde o inicio da faculdade (2003), mas não faz tanto tempo assim que começaram a me pagar por isso. Não foi só uma paixão que virou trabalho, mas também um hobby que nunca abandonei. Pensando nisso, resolvi criar essa série aqui no blog com fotos que fiz sem tanta pretensão, só mesmo para registrar o momento, mas que, toda vez que me deparo com elas, fazem-me reviver aquele momento em detalhes.


A foto de hoje foi feita em 2011, em um lugarejo do sul da Italia, daqueles em que todos se cumprimentam quando se cruzam pela rua, deixam as portas abertas, falam em dialeto e penduram a conta até mesmo para turistas. ‪#‎aconteceucomigo‬.
Difícil acreditar que lugares e pessoas assim ainda existam nos dias de hoje, mas olha, na Basilicata existem sim!
Cada morador que eu tentava fotografar, mesmo que de longe, me presenteava com um Buongiorno!, um aceno ou sorriso. Esse senhor parou, sorriu, perguntou de onde víamos e se estávamos gostando da região. Depois de um aperto de mãos, nos desejou um bom passeio e seguiu ladeira baixo com a sua bengala.

Ps.: Se eu ganhasse ao menos 1€ para cada velhinho simpático que ja fotografei por ai, estaria milionária!

segunda-feira, 17 de novembro de 2014

Lançamento Outono/Inverno 2015 Kodifik

Na semana passada, tive a oportunidade de conferir, em primeira mão, as novidades da Kodifik para o inverno 2015. O lançamento da coleção, aconteceu no Showroom Set Representações, em Belo Horizonte, e contou também com a presença da blogueira mineira (fofa!) Deborah Zandonna.
Fiz algumas fotos para dar o gostinho do que vem por ai, mas é somente uma amostra das minhas peças preferidas. 
Não quero estragar as surpresas da marca, mas a coleção trará várias tendencias bacanas! Daquelas que nos enchem os olhos. Bom, não vou falar mais nada! Seguem as fotos feitas por lá. Contem-me o que acharam! 
 



 Com a querida, Gilce, responsável pelo showroom
 
Totalmente in love por esse jacquard! <3 b="">


Sou suspeita para falar de blazers, mas esse floral também me conquistou!



 Com a linda Deborah Zandonna

As fotos desse post são da talentosa Anne Chaves.

E ai, curtiram as peças da nova coleção? O que também levariam pra casa?

segunda-feira, 10 de novembro de 2014

Turismando em Mainau


Em um fim de semana de calor, aproveitei para conhecer, com uma turma de amigos, a tão falada "Ilha das Flores". A ilha, chamada, Mainau fica na fronteira da Alemanha com a Suíça e a Áustria, no lago de ConstançaSaímos de carro de Zurique e em menos de 2h estávamos na ilha. Mas a ilha também é acessível de barco ou ônibus. 
 
Na chegada a Mainau, há um grande estacionamento, de onde já podíamos avistar a bilheteria e uma lojinha de plantas e sementes locais.

 
Uma ponte dá acesso à ilha, dela pudemos ver a Schwedenkreuz, um crucifixo de bronze com mais de 400 anos. Antigamente, esta cruz ficava na igreja do palácio na ilha até a Guerra dos Trinta Anos, quando foi levada por soldados suecos. Mas dizem que, aparentemente, a cruz era muito pesada para que eles carregassem, então eles a afundaram no lago.

 
A ilha possui vários caminhos, todos bem sinalizados, como o “Rosa Selvagem” e “Arbusto de Rosas”. Obviamente nos perdemos varias vezes, completamente boquiabertos com a beleza do lugar.


Arbustos de animais cobertos de flores são uma atração à parte. Cada um mais lindo que o outro! A cada jardim que avistávamos: pausa pra fotos! 

Pela ilha existem várias estufas, em uma delas estão as orquídeas. Mais de 6000 espécies são cultivadas lá. Outra atração da ilha é o maior borboletário da Alemanha. Lá se encontram mais de 20 espécies diferentes de borboletas, que voam livres entre os visitantes, a rica vegetação natural, pontes, cascatas e lagos. 

Além da estufa de borboletas, há um mini-zoo com vários pequenos animais, e muitos deles podem ser alimentados pelos próprios turistas.


A ilha possui uma enorme diversidade de flores, árvores e plantas distribuídas em 45 hectares. Dentro do parque há também um castelo barroco do século XIII


Ainda de longe pudemos ver o castelo, que surge entre as copas das árvores. Ele pertenceu, durante 500 anos, aos cavaleiros da Ordem Teutônica, desde o século XIII, tendo sido restaurado pelo conde Bernadotte.

Em Mainau ainda existem outras atrações como a igreja do castelo, St. Marien e o jardim de roseiras italiano, criado em 1871 pelo grão-duque Frederico I. Do terraço do jardim de rosas italianas se pode ter um panorama incrível. #ficaadica
De junho a agosto, cerca de 9.000 roseiras de quase 400 tipos diferentes florescem por ali.


A Ilha oferece também restaurantes e lojas, para pausas estratégicas entre shopping e recarga das energias. Almoçamos muito bem por ali (eu pedi uma super salada, pois o calor estava demais!). Enquanto descansávamos no restaurante, aproveitamos para bater um papo, acompanhados de uma boa dose de cerveja e sobremesa de sorvete. 
 


Historia
A ilha era propriedade da abadia de Reichenau no século VIII. Em 1272 ela foi doada para a ordem teutônica de cavaleiros. Em 1806 a ilha foi anexada ao Grão-Ducado de Baden. Em 1857 o Grão-Duque Friedrich I comprou a ilha e a usou como residência de verão de 1857 até sua morte em 1907. O Duque criou um parque com várias plantas tropicais que comprava em suas viagens. Desde 1932 essa propriedade pertence ao conde Lennart Bernadotte (falecido em 2004) e sua fundação particular (desde 1974), onde sua filha, condessa Bettina, comanda tudo. O duque, que tinha parentesco com a família real sueca, tornou a ilha em um navio de flores.

Visitas
A cada ano, a ilha atrai mais de 1,7 milhões de visitantes. A fundação que a mantém usa os lucros do estacionamento e ingresso da ilha não só para financiar os jardins e manter os edifícios históricos, mas também para fins científicos, conservação e proteção do meio ambiente.


Em diversos pontos de Mainau, podíamos ver o dirigível Zeppelin, sobrevoando a ilha.


Funcionamento:

A ilha funciona de 15 de março até 20 de outubro das 10:00 às 19:00. 

Ingressos:
Adultos 17,50 euros; as crianças até 12 anos nao pagam; 
Estudantes maiores de 13 anos: 10,00 euros; 
Tickets para a família, pais e filhos até 15 anos: 36,00 euros. 
Os ingressos também sao vendidos online a fim de se evitar filas na portaria da ilha.


Dedicamos o dia inteiro para o passeio e, debaixo de um sol maravilhoso no verão alemão, devo dizer que ficamos bem cansados. A ilha é grande e aconselho disposiçao e tempo para curtir o passeio com a calma que esse lugar magico merece.  Mais alguém ai ja passou por la? O que achou?

segunda-feira, 3 de novembro de 2014

5 perguntas [e respostas] sobre o blog

E eis que a fofa da Manu me propôs responder a essa TAG já faz algum tempo e eu finalmente consegui me organizar por aqui. A proposta da TAG é super legal pois ajuda a conhecer um pouquinho mais sobre cada blog e seu autor, além de estabelecer laços entre blogueiros! :)


As perguntas que a Manu me mandou foram:

Por que você decidiu criar o blog?
Decidi criar o blog para compartilhar a minha experiência de estudar e morar na Itália, pra onde fui em 2009 (e onde estive desde então), para fazer uma pós graduação em comunicação, moda e turismo. Mas também queria listar os procedimentos para se obter tanto uma bolsa de estudos, quanto a cidadania italiana, sem precisar pagar pela assessoria de ninguém. Informações que, quando busquei, eram muito precárias. Eu também adorava a ideia de ter um espaço onde eu pudesse ajudar pessoas que estavam na mesma situação que eu. Além disso, a moda era um setor completamente novo pra mim e me sentia privilegiada de estar aprendendo tanto justamente na capital mundial da moda. Era tanta coisa boa acontecendo ao mesmo tempo que eu precisava dividir! E o blog foi o modo que encontrei para isso.

Seus propósitos com o blog já mudaram desde que você o criou?
Acho que não. Acrescentei alguns temas, como os posts sobre turismo e fotografia. Mas os objetivos ainda são os mesmos.

Você já teve algum problema por causa do blog (privacidade, comentários negativos-ofensivos, fofoca, etc)? Se sim, como você reagiu?
Que eu me lembre não. Mas eu nem sou tão acessada assim, rs.

O que o blog te trouxe de bom?
O blog me trouxe leitores fofos que compartilham comigo suas experiencias. O maior orgulho é escutar deles que servi de inspiração, de incentivo e de esperança - que através da minha historia eles viram que é possível realizar o sonho de estudar em outro pais com pouca grana e muita determinação.

Qual post te deu mais orgulho em ter escrito?
Difícil citar um só. Gosto muito do post em que listei as diferenças culturais entre brasileiros e italianos, pois foi um dos que mais gerou participação por aqui e rendeu boas risadas.

Gosto também dos post  mais instrutivos como:
Documentos e práticas necessárias para se estudar na Italia,
Ser jornalista [fora do Brasil]

Ou mais reflexivos como: Consumismo responsável existe?

Mas gostei também de relembrar a minha trajetória na Ralph Lauren, foi bem gostoso de fazer.

E de contar os meus micos na Italia.

Bom, é isso! Agora vocês já sabem um pouquinho mais de mim!

Convido as amigas Isadora e Aury a participar da TAG ;)
Agradeço a Manu pela indicação e espero que tenham gostado!