segunda-feira, 28 de fevereiro de 2011

Meu look

Os presentes do meu aniversario ja começaram a chegar... Ebaaa! E o primeiro foi justamente o que eu mais PRECISAVA no momento: uma lente objetiva de 50 mm. Para testa-la, posei de modelo e fiz algumas fotinhas bem à toa aqui perto de casa... Espero que voces gostem! :)












quinta-feira, 24 de fevereiro de 2011

[Turismando] Como


Como é uma cidadezinha a 50km de Milão, que oferece belas paisagens às margens de seu lago. É possível notar que o cenário já é bem menos italiano, pois a cidade faz fronteira com a Suiça e de lá é possível admirar os Alpes Suiços. É um ótimo roteiro para passar o dia, se você parte de Milão, além de baratinho, já que a passagem de trem custa em torno de 4 euros.
As principais atrações turísticas da cidade são o Duomo, uma das maiores catedrais da Lombardia, o Castelo Baradello, os passeios de barco pelo lago e o funicolar, em funcionamento desde 1894, leva a uma outra cidade, chamada Brunate, de onde é possível ver a panorâmica da cidade.
Um de seus moradores mais ilustres é George Cloney, que há uma casinha bem humilde de frente pro lago, onde mora com a feiosa namorada italiana, Elisabetta Canalis. 






terça-feira, 22 de fevereiro de 2011

Gisele Bundchen para H&M

Eu achei foi muito linda!





Gisele, amiga, me conta como ter neném e parecer ainda mais jovem?

segunda-feira, 21 de fevereiro de 2011

Inspiraçao para o quarto novo

Ontem foi dia de buscar inspiraçoes ao vivo no Ikea. Me apaixonei por essa cama e pela hipopotoma Maria, que eu  ja trouxe pra casa! O quarto deixei pra comprar semana que vem, quando eu FINALMENTE terei um quartinho novo: grande, silencioso e super central! Além de relativamente economico! =)
Com isso terei tempo de me decidir pelos moveis e de considerar promoçoes como as das ultimas duas fotos... oh duvida cruel...


sexta-feira, 18 de fevereiro de 2011

Sexta-feira sapateia!

Querendo muito um oxford pra chamar de meu! Antes nao tava muito convencida, mas agora estou decidida! Preciso!!! =)



terça-feira, 15 de fevereiro de 2011

[Turismando] Ilha Grande - RJ


Ilha Grande é uma das ilhas mais apaixonantes do Brasil. Mesmo sendo próxima a Angra dos Reis e a sua petrolífera, é uma região super preservada ecologicamente. Onde é possível encontrar uma rica vida marinha, entre cavalos marinhos, estrelas do mar, golfinhos, tartarugas marinhas e peixes das mais variadas espécies, cores e tamanhos. No interior da ilha, também é possível encontrar macacos bugio, jacarés e carangueijos que passeam pela mata atlântica. Mas é preciso dizer que se trata de um roteiro para quem tem o mínimo de espiríto aventureiro.

As pousadas e hotés se concentram na Vila do Abraão, onde também se concentram bares, restaurantes e campings. De lá saem barcos que te levam às praias mais paradisíacas e distantes, assim como aqueles que fazem a volta à ilha. Você também pode optar pelas trilhas e caminhadas pela mata e, partindo da Vila do Abraão, em duas horas e meia de caminhada, você chega a Dois Rios, uma praia linda onde, como o nome diz, o mar se encontra com dois diferentes rios. Alí, nesse lugarejo, está o presídio Colônia Penal Cândido Mendes e também a sede da UERJ, além da praia maravilhosa, extensa, de areia fina e água transparente. A dica é sair de Abraão bem cedinho para poder curtir a praia antes de enfrentar mais duas horas de meia de caminhada para voltar ao hotel antes de escurecer (mesmo porque o som que os macacos emitem nessa hora é um pouco assustador! Hauhauaha, morri de medo porque quis ficar mais tempo na praia e voltei no escuro sem lanterna #aiqueburra Passei medo, mas sobrevivi, gente! Isso que importa!). Nessa trilha, você encontra o Poço dos Soldados como brinde pelo esforço da caminhada e mil panarorâmicas indescritíveis, que mesclam mata atlântica e mar cristalino.

Outra praia que dá para chegar caminhando é Lopes Mendes. Porém, são três horas de caminhada e pede um pouquinho mais de fôlego. Se você não animar de exigir tanto assim de suas perninhas, pode pegar o barco que te deixa bem próximo a essa praia que é deslumbrante, reduto de surfistas e considerada uma das 10 praias mais bonitas do mundo. Seja qual for a forma de acesso, vale muito a pena, acredite!

Nos dias em que preferi dar descanso às pernas, e me recuparar para as próximas trilhas, fui a pé para as praias menores próximas a Abraão, como Abraãzinho e Areia Preta. São menores, aconchegantes e mais família. E também possuem a sua beleza.

Quanto aos passeios de barco, alguns são simplesmente indispensáveis e costumam incluir um roteiro que reúne os lugares mais deslumbrantes como Lagoa Verde, Lagoa Azul, Bananal, Caxadaço, Saco do Céu e Japariz. Por esse passeio, eu paguei cerca de R$ 40.

Mas a grande surpresa está reservada pelo lado oceânico da ilha, e eu só consegui acessá-lo comprando o pacote de “Volta à ilha”, que incluia paradas nas praias de Parnaioca (onde tem um rio com um balanço para se jogar na água, além de coqueiros, mata e água verde-incrível), Aventureiro (linda, quero morar lá pra sempre! Água azul turquesa e areia branquinha e muito fininha), Meros, Provetá, Araçatiba e também na Gruta do Acaiá, onde foi possível descer da barca e visitar a gruta. Por esse passeio de volta à ilha, paguei R$ 150.

A dificuldade em escrever sobre um lugar fenomenal assim está em explicar a beleza da transparência da água, da sensação de fazer snorkel e ver criaturinhas coloridas por todos os lados, de se sentir dentro de um documentário de National Geographic quando, por acaso, se encontra uma família de golfinhos atravessando o oceano ou uma tartaruga bem grandinha procurando comida na hora da janta. Tudo isso muito próximo à civilização, somente a “algumas” horas de distância da minha caótica Belo Horizonte.

Onde ficar: Pousada Ilha Grande
Rua do Bicão, 4 - Abraão - Ilha Grande

Onde comer: os restaurantes na beira da praia de Abraão e Abraãozinho não decepcionam ao oferecer nossos pratos típicos como arroz, feijão, bife e batatinha ou um peixinho frito ao limão. Hummmm... Ao lado da igrejinha de Abraão ha ma pizzaria que já não me lembro o nome onde comi uma pizza muito gostosa. O ponto fraco da vila é que, ao menos quando estive lá, havia somente uma sorveteria que cobrava os dois olhos por uma bola de sorvete.