quarta-feira, 19 de outubro de 2011

Estudar na Italia: Documentos e práticas necessárias

Leia com atenção: esse post é pra voce que quer saber tudo sobre como vir estudar na Italia.

Como muita gente me escreve pedindo detalhes sobre as documentações, processos burocráticos, dicas e prazos para vir estudar na Italia, conto como foi o meu processo:

Primeiramente, pesquisei na internet todos as pos-graduações/masters disponíveis na minha área, escolhi os que mais gostei e mandei email às universidades. Pedi informações sobre bolsa de estudos, quase sempre. Já que informações sobre prazos e procedimentos para inscrição já havia lido no site da Università Cattolica del Sacro Cuore. Baixei milhares de editais para entender os procedimentos. Li, reli, traduzi e estudei. Procurei entender cada detalhe para não deixar passar nada batido.

Daí, pedi aos meus ex-professores de faculdade cartas de indicação, pois eu precisava anexar à documentação,  e eles me deram (lindas, por sinal! Um beijo aos meus queridos mestres!), devidamente assinadas. Além disso, reuni toda a documentação escolar da minha vida. Do colégio ao diploma de graduação. E também traduzi meu currículo e produzi uma carta de apresentação em italiano, sempre com a ajuda de uma ex-professora do curso de italiano. Mandei traduzir e autenticar em cartório diploma e histórico universitário. Depois escaniei tudo, junto aos certificados de todos os cursos que fiz, monografia e a ficha de inscrição (tanto de inscrição ao curso, quanto de requerimento da bolsa de estudos) preenchidos e assinados. É importante que em algum destes documentos tenha o titulo da sua tese na graduação e também sua nota final. O tradutor tem que ser juramentado pelo Consulado da sua cidade e toda a documentação, em um segundo momento, vai ser enviada pelo Consulado, que vai carimbar tudo, tudo... Mas primeiro, enviei tudo por email à Cattolica. No ultimo dia de prazo para me inscrever - porque meu sobrenome é Atraso e, o outro, Adrenalina.

Dois dias úteis depois, me mandaram um email marcando uma entrevista para a próxima semana. Em Milão. Perguntei se deveria ser necessariamente pessoalmente, pois sei de pessoas que o fizeram por telefone/skype, mas, como a resposta que tive não foi das mais esperançosas, resolvi embarcar pra não morrer sem saber no que essa historia ia dar.

Fiz o colloquio (entevista) em Milão e tive que voltar ao Brasil para aguardar a resposta e também para obter o visto de estudos. Depois de um mês a resposta chegou, fui admitida ao curso e também consegui a bolsa!

Daí mais e mais documentos ao Consulado, que envia tudo ORIGINAL à Universidade (que medo eu tive de tudo isso se perder no mundo!): comprovação de endereço do TRE e um seguro saúde, expedido pelo Ministério da Saúde, que se chama IB2. Meu pai também apresentou comprovantes de renda, redigiu e assinou um termo dizendo que havia condições de me manter e enviar 400 euros por mês para que eu vivesse e estudasse aqui (é uma pratica burocrática apenas, uma garantia/atestado que você não vai ser mais uma emigrante passando fome em um pais desconhecido). Você vai precisar de tudo isso (e talvez um pouco mais, caso eu esteja esquecendo algo), então quanto antes você providenciar tudo, melhor. Porque ao final, você fica louco com tanto documento a enviar. Eu fiquei mais louca ainda porque também providenciei a minha documentação para fazer minha cidadania aqui na Itália. Eu tinha pouco tempo porque ainda estava trabalhando todo o dia... Foi uma loucura, mas ao final deu tudo certo...

No colloquio, as perguntas são super simples, tipo “por que você escolheu esse curso, por que quer estudar na Itália e justo nessa instituição, que experiência você tem, o que espera do curso...” e basta. O seu italiano tem que ser bom não só por causa dessa entrevista, mas pq quando as aulas começam o ritmo é alucinante.

Bom, acho que é isso... Espero que meus depoimentos ajudem quem pretende vir estudar por essas bandas! 
In bocca al lupo!

Alguns momentos durante o master e o saldo positivo de que todos os esforços valeram a pena.

4 comentários:

  1. Que legal, Cris! Um depoimento que ajudarà muita gente que pretende vir estudar na Italia.
    A minha entrevista foi por telefone, ainda bem. Mas tive que fazer mais uma no dia da inscriçao, so que mais tranquila.
    Beijos

    ResponderExcluir
  2. Ah, adorei a nova cara do blog! :D

    ResponderExcluir
  3. As nossas sao historias com final feliz, Ju, ainda bem!
    E que bom que gostou do visu... mas ainda quero melhorar, é temporário! =)
    Obrigada!
    Beijao

    ResponderExcluir
  4. Nossa eu cansei só de ler o post rsrs, vou entrar nessa "briga" ano que vem, que Deus me ajude rsrs obrigada pelas dicas! bjos Gabriella

    ResponderExcluir